23/8 – Exibição do filme “Amores de Chumbo” seguido de bate-papo com Tuca Siqueira, a diretora do filme

23/8 – Exibição do filme “Amores de Chumbo” seguido de bate-papo com Tuca Siqueira, a diretora do filme

“O que o tempo não apaga, incendeia”. Essa é a premissa do filme Amores de Chumbo, dirigido por Tuca Siqueira, que será exibido na próxima sexta-feira, dia 23, no b_arco. O filme fala sobre a história de três personagens afastados pelo tempo e traz à tona questões como a incerteza de alguma de suas resoluções e o florescer de paixões tidas como esquecidas enquanto retoma o contexto histórico e social da época em que os três viveram juntos, há quarenta anos.

Leia a sinopse do longa:

“Esse passado é um eterno presente”. Amores de Chumbo trata de um triângulo amoroso, questionando o limite de cada um diante de segredos e paixões interrompidas.Quarenta anos separam Maria Eugênia, escritora pernambucana radicada na França, do casal Miguel e Lúcia que acabam de comemorar união de quatro décadas. O retorno de Maria Eugênia suscita dúvidas e desconfianças há muito tempo guardadas. Miguel, professor de Sociologia e ex-preso político, deseja encarar a verdade e Lúcia, parceira de vida que se dedicou a tirá-lo da prisão, quer fugir dela. É pelo ponto-de-vista desses três personagens centrais que revivemos a história política e social da época do chumbo; uma história que mudou o rumo de muitas vidas.

Em seguida à exibição do longa, teremos um bate-papo com a diretora do filme para conhecermos um pouco melhor sobre sua visão com relação à narrativa:

“Interesso-me pelo humano em seu sentido maior que reside na dualidade. Essa paisagem fascinante preenchida por seres, de diversas idades e diferentes fases da vida, frequentemente errando e tentando acertar. Como seguir adiante com nossos desejos, nossas bandeiras, nossas fragilidades e perdas que transitam na memória? Não há tempo que acomode o peso de cair em si. Maê, Miguel e Lúcia trazem fragmentos da história do Brasil em suas vidas. Personagens que habitam um lugar onde amar é um verbo político”. 

Tuca Siqueira é roteirista e diretora. Sua carreira, iniciada em 2003, conta com a direção de séries documentais e alguns prêmios por conta da realização de 8 curtas e um longa-documentário. “Amores de Chumbo” é seu primeiro longa de ficção, com participação no laboratório de projetos latino-americanos BR-Lab (2004) e do Cinema en Developement – Cine Latino/Toulouse – França (2015). 

Entrada livre – convide seus amigos!

23 de agosto de 2019
20h – Exibição do filme
21h45 – Bate-papo

– Entrada livre
– Próximo à estação Fradique Coutinho do Metrô
– Estacionamento ao lado do b_arco

Rua Dr. Virgilio de Carvalho Pinto, 426

Ficou alguma dúvida? Entre em contato conosco!
3062-7339
atendimento@barco.art.br

Fechar Menu
Close Panel