A importância do personagem na narrativa de não-ficção

A importância do personagem na narrativa de não-ficção

A premissa é unânime: sem um personagem bem estruturado e desenvolvido, é bem difícil que uma narrativa se sustente apenas pela trama sobre a qual ela fala.

Na construção de uma narrativa de não-ficção, uma das partes mais importantes é a pesquisa conceitual dos personagens, pautada na compreensão das particularidades do tema abordado pela trama e dos objetivos da direção. Recorrendo às iniciativas básicas que envolvem o trabalho de pesquisa, como a identificação dos perfis desejados e as fontes relacionadas a eles, este é um trabalho investigativo onde o acaso é fundamental, embora não se possa negociar com ele.

A pesquisa e a construção dos personagens são a base na formatação do roteiro, ajudando na comunhão entre tema e personagem, assim como a pauta das entrevistas que compõem o método de investigação.

Quem afirma essa posição da construção do personagem é Thiago Iacocca, roteirista, pesquisador especializado no gênero documental e professor, em entrevista para a “Net Lab TV”, onde também fala sobre o importante momento que o mercado audiovisual vive atualmente, com a valorização do investimento na pesquisa de campo e de personagens na não-ficção.

Levando em consideração o caráter essencial de um bom personagem para se contar uma história, inúmeros são os benefícios do investimento na pesquisa, que culmina por determinar a qualidade e profundidade do conteúdo explorado na trama.

Thiago é professor do curso “Onde o documentário começa”, cuja próxima turma inicia no dia 17 de outubro, aqui no b_arco. Para mais informações sobre as aulas e acesso à plataforma de inscrição, acesse o link do curso.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Onde o documentário começa
17 de outubro a 14 de novembro
Quintas, das 19h30 às 22h30

b_arco
Rua Dr Virgilio de Carvalho Pinto, 426 – Pinheiros, São Paulo
Próximo da estação Fradique Coutinho do Metrô
Estacionamento ao lado

Fechar Menu
Close Panel