Curso de Roteiro para Séries de TV

Curso de Roteiro para Séries de TV

com Julia Priolli
> Todo o desenvolvimento de uma premissa de série totalmente original.


Data

  • De 14 a 18 de janeiro de 2019
    Segunda a sexta, das 19h às 22h

Valor

Detalhes Preço Qtd
À vistaMais Detalhes  R$750,00 (BRL)  
Parcelado - 2xMais Detalhes  R$410,00 (BRL)   A partir de
14 de janeiro de 2019

Inscreva-se aqui

Caso ainda tenha alguma dúvida, por favor, fale pra gente!


Apresentação

Em entrevista ao jornal espanhol El Pais, logo após a cerimônia de premiação que lhe conferiu um Nobel de Literatura, o escritor Mario Vargas Llosa declarou que os grandes cronistas do século 21 são os roteiristas de série.  A Era de Ouro da televisão americana, iniciada com Família Sopranos, fez de séries como Breaking Bad, Mad Men e Game of Thrones, verdadeiras obras primas, de imensa apreciação popular, superando inclusive o que vem sendo produzido na indústria cinematográfica. Personagens amorais, multifacetados, disfuncionais, tão distantes dos heróis dos melodramas clássicos conquistaram o mundo e criaram uma nova forma de se apreciar a história.  Nós, telespectadores, somos convidados a entrar tão profundamente no ponto de vista destes protagonistas que pouco importa que Frank Underwood seja um monstro, que Pablo Escobar seja um psicopata, ou que Tony Soprano tenha matado um ou dois desafetos pela manhã. Torcemos por eles mesmo assim. E essa habilidade que os roteiristas tem de fazer com que o telespectador mergulhe num universo completamente novo, e enxergue com os olhos do protagonista ou do narrador, é correlata ao que os grandes gênios da literatura sempre fizeram com seus leitores.

É notório que se assiste muito mais televisão do que se lê romances na atualidade. O que poderia ser um problema, pode se apresentar como uma oportunidade. Afinal, a teledramaturgia por trás das obras primas da televisão tem muita ciência e engenharia envolvida. O domínio destas ferramentas ainda é uma habilidade pouco explorada. 

A proposta deste curso é dar ao aluno  as ferramentas para entender como as séries de televisão são feitas. O objetivo final é que o aluno desenvolva uma premissa de série totalmente original, focando em conflito central, mecânica e histórias que rendam muitas temporadas.

O curso é baseado na disciplina Television Intensive Writing, de Columbia University, criada por Alan Kingsberg e Frank Pugliese, atual show runner de House of Cards.

 

Conteúdo

Parte 1: Gêneros de televisão e a era de ouro da narrativa televisionada.

  • A história do Folhetim no Brasil: porque José de Alencar escreveu o Guarani enquanto Don Pedro II encomendava uma epopeia para Gonçalves de Magalhães. A primeira batalha da história da crítica literária brasileira e como surge a primeira história em fascículos. (Diferença entre romance e épico);
  • Poética de Aristóteles, os gêneros desde o teatro grego, e a regra de separação dos estilos: imitativo alto, imitativo baixo e drama . (Epico, comédia e drama);
  • O que difere uma série de um longa metragem: sustentação do conflito, problemas  não solucionáveis, e mecânicas de série;
  • Drama de uma hora (Breaking Bad, Mad Men, House of Cards, Game of Thrones, Stranger Things, The Get Down, Downton Abbey);
  • Procedural (séries médicas e policiais- ER, Law & Order);
  • Procedural híbrido (The Good Wife, House, How to get away with murderer, Dexter);
  • Sitcom clássica  ( Sai de Baixo, Sienfeld, Friends, Two and a Half Men);
  • Sitcom de uma câmera (Sex and the City, 30 rock, Unbreakable Kimmy Scmidt, Master of None);
  • Mocumentary: The Office, Veep, Parks and Rec, Modern Family;
  • Desenhos adultos : Os Simpsons, South Park, Bo Jack Horseman, Bobs Burguer, Family Guy;
  • Desenhos infantis: Bob Sponja, Gumbal e Gravity Falls;
  • Séries brasileiras: o que falta para elas darem certo?.
     

Parte 2- Personagem de ficção e premissa

Cada gênero exige diferentes tipos de protagonista

  • Conflito central e premissa;
  • Como escrever personagens de comédia (os oito tipos clássicos da comédia);
  • Como escrever personagens dramáticos:  a escola argentina e a escola cubana – o diamante da personagem de ficção;
  • Personagens planos e personagens esféricos (Ian Watt e Eric Auerbach);
  • As três dimensões do personagem: pública, particular e privada;
  • O que o personagem quer, o que o impede de conseguir e o que move a história para frente. 

Parte 3- ponto de vista

  • Como trabalhar diferentes pontos de vista em narrativas multi-plots;
  • Diferença entre protagonista e narrador;
  • Quando o aliado vira o antagonista.

 

Parte 4 – Arco dramático e exercícios criativos

  • Arco da temporada;
  • Arco do personagem;
  • Arco do episódio;
  • Pontos de virada;
  • Estrutura dos três atos;
  • Estrutura dos atos levando em conta o break comercial;
  • Para que servem as cenas: como elas movem a história ou revelam algo sobre o protagonista?;
  • Como sair dos momentos de falta de inspiração?;
  • Jogos com palavras e cenas;
  • Jogos de sitcom;
  • Estrutura das séries: quem dá as cartas? O roteirista ou o personagem? Como criar histórias orgânicas?.
     

Parte 5- A jornada do herói

  • Joseph Campbell e a jornada do escritor;
  • As etapas da jornada;
  • Semelhanças entre a Odisseia e o Senhor dos Anéis;
  • A jornada dentro de um episódio seriado.

  

Dinâmica em sala de aula:

Parte 1: ( 120 min)

 Análise de episódio de série de televisão. O aluno deverá ter assistido o episódio previamente e lido o roteiro (em inglês). Na aula abordaremos os aspectos estruturais do episódio:

  • Quantas histórias tem. Quais são elas? A quais personagens pertencem.
  • Desmembramento da história: apresentação do problema, complicação, gancho, resolução. Pontos de virada.
  • Conflito do protagonista e premissa
  • Por que o protagonista é o cara certo para essa premissa?

 

Parte 2: Sala de roteiro (60 min)

Esse é um momento colaborativo.  A cada aula, 5 alunos apresentam seu projeto e os demais participam fazendo observações.

  Pitching de ideias para premissa de série

  Aplicação dos elementos estudados na primeira parte da aula

 

Aluno

Aberto para todos os interessados

Inscrições até 14/01 ou até acabarem as vagas.

Carga horária total: 05 encontros – 15 horas

 

Sobre a professora

Julia Priolli é gerente de conteúdo original da Fox Network Group e supervisiona a dramaturgia das séries Um Contra Todos, Me Chama de BrunaRio Heroes e Ouro Branco, além de todos os projetos originais da FOX Brasil que estão em fase de desenvolvimento. Roteirista com especialização em Columbia University, trabalhou nas produtoras 02, Bossa Nova, Primo Filmes, Glaz, 44 Toons, Olhar Imaginário, Fabrika Filmes, Luz Mágica, entre outras, atuando tanto nas salas de roteiro ou como script-doctor. Foi roteirista das séries Lili a Ex (2015), De perto Ninguém é Normal (2016) e Tempero Secreto (2015), para a GNT, da animação Bobolândia/Monstrolândia (2018) para a TV Cultura e Amigo de Aluguel (estréia prevista em 2018) para Universal. Foi coordenadora e consultora dos Laboratórios do Prodav 4, através da Klaxon Audio Visual. Finalista do Prêmio Netlab TV em 2014, também atua na formação do mercado audiovisual, como idealizadora e organizadora de diversos laboratórios de roteiro com professores de Columbia University e NYU.

 

Professor


Inscreva-se aqui

Caso ainda tenha alguma dúvida, por favor, fale pra gente!

Caso ainda tenha alguma dúvida, por favor, fale pra gente!

  (11) 3081-6986
 (11) 94528-8833
  atendimento@barco.art.br

Local

Endereço:
Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 426, São Paulo, SP, 05415-020, Brasil

Fechar Menu
Close Panel