Por Trás da Cena

Por Trás da Cena

com João Miguel
> Ferramentas para a construção do personagem


As inscrições estão encerradas.

Deixe seu contato e avisaremos quando houver uma nova edição deste curso.

As vagas estão esgotadas para essa turma
13 a 18 de maio de 2019

Segunda a sexta, das 19h30 às 22h30 |

Sábado, das 14h às 18h

Conteúdo

A oficina oferece uma experiencia de imersão para atores e performers onde serão trabalhados “caminhos de procura”. O objetivo é dar ao participante condições e ferramentas para o desenvolvimento de um trabalho mais autoral, integro e conectado com seu repertório pessoal, seja para a construção de uma obra artística própria, seja para ter mais propriedade e autonomia na criação de personagens em outras obras teatrais e audiovisuais. 

O trabalho se dará através de dinâmicas de grupo, coletivas e individuais. 

 

Cronograma

– O ator como autônomo do seu próprio processo 

– Caminhos e descaminhos: o que procurar 

– Construção da figura 

– A força da presença 

– O palhaço como ferramenta de investigação

– Healing

Professor convidado: Fernando Sampaio, grupo La Mínima

Aluno

Público-alvo: Aberto a todos os interessados

Carga horária total: 6 encontros – 19 horas

 

 

Sobre o professor

João Miguel é ator e nasceu na cidade de salvador onde iniciou sua carreira ainda menino. Aos 17 anos foi para o Rio de Janeiro e foi estudar teatro na CAL- Casa das Artes de Laranjeiras. Ali conheceu Luiz Carlos Vasconcelos, ator e diretor do “Grupo Piolim”. Em seguida João Miguel foi para João Pessoa, onde se aperfeiçoou no trabalho circense e depois acompanhou Vasconcelos pelo Brasil e o mundo com a peça “O Vau da Sarapalha”.
Seu primeiro monólogo, ”O Bispo”, o consagrou no teatro e lhe rendeu inúmeros prêmios. Em seguida, foi convidado para fazer o filme “Aspirinas e Urubus” (pelo qual recebeu o prêmio de Melhor ator no Festival do Rio) e iniciou uma brilhante carreira no cinema, com filmes como 
“Estômago” (Prêmio de Melhor Ator no Festival de Valladolid, em 2008) e “A Hora e a Vez de Augusto Matraga”; e leito Melhor ator coadjuvante no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro em 2013, com “Gonzaga – de pai pra filho”. Com “Se Nada Mais der Certo”, de José Eduardo Belmonte, venceu os prêmios de Melhor ator no Festival de Cinema Brasileiro em Paris e no Festival Internacional de Cinema Brasileiro em Miami, em 2009.
Retorna ao teatro em 2010 com a peça “Só”, dirigida por Alvisi Camozzi, pela qual recebe o Prêmio Shell de Melhor Ator naquele ano. 

Professor

Local

Endereço:
Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 426, São Paulo, SP, 05415-020, Brasil

Fechar Menu
Close Panel