Topografias Corporais

Topografias Corporais

com Fabrício Licursi
> A preparação do intérprete sob o olhar da Educação Somática


Data

  • 23 de outubro a 13 de novembro de 2019
    Quartas-feiras, das 19h30 às 22h30

Valor

Detalhes Preço Qtd
Desconto à vistaMais Detalhes  R$470,00 (BRL)  
Parcelado - 2xMais Detalhes  R$260,00 (BRL)  

Inscreva-se aqui

Caso ainda tenha alguma dúvida, por favor, fale pra gente!


Conteúdo

A educação somática é o nome utilizado para abarcar todas as técnicas corporais que irão se utilizar dos elementos da percepção e kinestesia presentes na fisiologia do corpo humano.

Muitas delas, foram desenvolvidos por fisioterapeutas, estudiosos corporais e bailarinos que, em algum momento de sua trajetória, depararam-se com impossibilidades físicas gerando uma reflexão sobre o comportamento humano.

Na década de 60 e 70 estas técnicas começaram a ganhar espaço nas criações artísticas somada às reflexões sobre o corpo humano e sua atitude cênica. No Brasil, o precursor deste movimento é Klauss Vianna, mas atualmente técnicas advindas da América do Norte e da Europa já se misturaram a este movimento criado por ele.

O movimento Consciente, a Ideokinesis (Movimento/Imagem) e o BMC são técnicas que abordam o indivíduo dos sistemas fisiológicos – esquelético, muscular, orgânico, nervoso, etc – tem como objetivo mapear os padrões corporais que atuam em cada indivíduo e, a partir da consciência dos mesmos, explorar o movimento a partir das qualidades que estes padrões causam no corpo.

A instrumentalização é feita através de: apresentação de imagens da anatomia humana, explanação das funções fisiológicas, procedimentos de manobras corporais e dinâmicas físicas conduzidas pelo professor. Pode ser feito individualmente ou em grupo.

Nos últimos anos integra o trabalho de Fabrício como uma prática não só física, mas como estruturação de uma linguagem poética para criação de personagens no teatro, no audiovisual e coreografias em espetáculos teatrais e musicais.

 

Metodologia

Os 5 movimentos corporais abordados na teoria e na prática:

  • Pele: contorno, define espacialidade, a fronteira do que está dentro e o que está fora.
  • Esqueleto: estrutura que define o espaço interno do corpo. Noção de proteção e equilíbrio.
  • Orgãos: define a ideia de recheio do corpo. abrindo a percepção para a noção de fluidez e das emoções corporais.
  • Olhos: sistema de recepção. Sempre três ações OLHAR, VER e ENXERGAR.
  • Propricepção e Kinestesis: Localização do corpo no Espaço x Gosto pelo movimento.

 

Sobre a prática

  • Abordagem do corpo por exercícios de relaxamento e observação do tônus corporal
  • Articula o espaço interno do corpo a partir dos apoios psicomotores e fisiológicos
  • Articula princípios da coordenação motora relacionado ao desenvolvimento da criança.
  • Estudos de relação espacial: Eu/ O outro/ O Grupo.
  • Os exercícios de composição são baseados em jogos improvisacionais desenvolvidos pela improvisadora americana Lisa Nelson, chamados “Sintonizando Partituras”.
  • Observa qualidades corporais, estados internos e reflete sobre a nossa ação no Espaço-Tempo.
  • A prática pode evoluir para Dança ou para exercícios de composição de personagem.

 

Alunos

Público-alvo: aberto a todos os interessados

Carga horária total: 4 encontros – 12  horas

 

 

Sobre o professor

Fabrício Licursi é ator, bailarino, diretor de movimento e iluminador.

Nos últimos anos, investiga a perspectiva coreográfica a partir de técnicas corporais somáticas transitando pelo teatro, a dança e o cinema. Em 2018, recebeu o prêmio São Paulo na categoria Melhor Ator por Skellig, direção de Cristiane Paoli Quito.

Assina a direção de movimento de Um Bonde Chamado Desejo, Os Arqueólogos e de Gota D’água [a seco] (indicado ao prêmio Reverência de Melhor Coreografia), sob direção de Rafael Gomes; Trilogia Placas Tectônicas (Não nem nada, Ãrrã e Chorume) de Vinicius Calderoni; Roque Santeiro – o Musical, Débora Dubois; Sinthia, da Velha Cia. e Tick Tick…BOOM!, da Companhia Paralela com direção de Leopoldo Pacheco e Bel Gomes. Assina a preparação e coreografia dos filmes Música para Cortar os Pulsos (Substância e Lacuna Filmes) e Meu Álbum de Amores (Biônica Filmes), ambos dirigidos por Rafael Gomes com estreia para 2019/20.

É diretor de movimento de Sisifo, peça com Gregorio Duvivier, direção Vinicius Calderoni.

 

Professor


Inscreva-se aqui

Caso ainda tenha alguma dúvida, por favor, fale pra gente!

Caso ainda tenha alguma dúvida, por favor, fale pra gente!

  (11) 3081-6986
 (11) 94528-8833
  atendimento@barco.art.br

Local

Endereço:
Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 426, São Paulo, SP, 05415-020, Brasil

Fechar Menu
Close Panel