A Importância da Cor na Narrativa Audiovisual

com
Luciana Bueno
> Um estudo da cor, a partir do olhar da Direção de Arte, e a conexão entre narrativa, encenação, fotografia e arte.

/data

19 a 22 de outubro de 2020

segunda a quinta, das 19h às 21h30

/valor

Detalhes Preço Qtd
Desconto à vistaMais Detalhes  R$280,00 (BRL)  
Parcelado - 2xMais Detalhes  R$150,00 (BRL)  

/compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

/conteúdo


A cor, junto com a forma e a textura, é elemento construtivo na narrativa audiovisual. É a cor que se apresenta inicialmente na nossa retina, é sensação, signo e técnica.

Quando o conceito é aliado a cor, passa a carregar atitudes, transmitindo sensações, significados e assim se conecta como espectador.

Todo o estudo de cor abordado neste curso toma como princípio, a partir do olhar da Direção de Arte, a conexão entre narrativa, encenação, fotografia e arte.
O curso fará um passeio por entre cores. Com exercícios visuais, refletirá sobre o comportamento óptico e cognitivo das cores aplicados na narrativa audiovisual.

 

 

Cronograma

 

Aulas 1 e 2 – As convenções.
Breve histórico do estudo das cores e como chegamos nas convenções atuais. Falaremos sobre Cor Pigmento e Cor luz – seus fundamentos e técnica de aplicabilidade no audiovisual.

 

Aulas 3 e 4 – A cor, signos e significados.
Através de exercícios visuais, haverá discussões sobre o comportamento da cor na narrativa. Sua influência num cenário, numa roupa, num objeto ou num tratamento de retícula.

 

 

Aluno

Aluno: aberto a todos os interessados

Carga horária total – 5 encontros –  10 horas

*Este curso é oferecido na modalidade ONLINE, portanto é necessário ter acesso à internet. As aulas irão acontecer ao vivo no aplicativo ZOOM. Indicamos que o participante tenha um computador ou celular com câmera e microfone.

sobre o professor

Professor

  • Lu Bueno
    Lu Bueno é Doutoranda em Design na FAU – USP, Mestre em Cenografia pela Universidade de São Paulo – USP, ao longo de sua carreira ministrou inúmeras palestras e cursos. Faz parte do corpo docente da AIC – Academia Internacional de Cinema. Já lecionou como professora convidada de Direção de Arte da Universidade Belas Artes para os cursos de Pós-Graduação. Cenógrafa e figurinista premiada (Shell, Pananco), trabalha há mais de 20 anos como Diretora de Arte em cinema, teatro, televisão e eventos. Sempre manteve parcerias com grupos de teatro: quatro anos com a CIA DE ÓPERA SECA como Cenógrafa de Gerald Thomas; dez anos junto ao CIRCO MÍNIMO com os espetáculos Babel, O Velho e o Mar, Miranda e Nú Concreto. Não Escrevi Isto e Pantagruel foram parcerias com os PARLAPATÕES, PATIFES & PASPALHÕES. Tem forte atuação no teatro infanto-juvenil a exemplo dos espetáculos realizados junto aos grupos LE PLAT DU JOUR, LA MÍNIMA e A Volta ao Mundo do Solas de Vento que teve estreia no Teatro Alfa e se mantém há mais de cinco anos em cartaz. Em dança fez cenários e figurinos para o Corpo Vivo de IVALDO BERTAZZO. Já esteve duas vezes no ROCK’N RIO e realizou vários Shows/DVD para artistas como: GAL COSTA, CH&XORORÓ, SPC, SANDY&JR, PÉRICLES, SAMBÔ. Desenvolveu entre 2012 um trabalho continuado de direção de arte geral com CLAUDIA LEITTE que gerou dois shows, dois clips e um DVD. Nas telas é diretora de arte. Trabalhou para as emissoras MTV-BRASIL e REDE BANDEIRANTES, além de ter realizado inúmeros filmes comerciais junto a produtoras como BOSSA NOVA, DELICATESSEM, DÍNAMO, FILM PLANET, MOVIE&ARTE, PARADISO entre outras. Participou do longa metragem Acquária, e assinou a arte do episódio A Regra do Jogo dirigidos por Flávia Moraes. Fez também a direção de arte dos Curtas de Fernando Coimbra: Pobres Diabos no Paraíso e o Diabo na Garrafa. Realizou um trabalho continuado de Direção de Arte e Coordenação de Projetos junto ao departamento de Inovação de Linguagens do Grupo RBS. Seus últimos trabalhos foram IFIGÊNIA e JARDIM DAS CEREJEIRAS dirigido por Marcelo Lazzaratto, TRIBOS espetáculo com Antônio e Bruno Fagundes, ATRAVÉS DE UM ESPELHO, com Gabriela Duarte ambos direção de Ulysses Cruz. ENTREDENTES de Gerald Thomas com Ney Latorraca e os DVDs: SENSAÇÕES do sambista Péricles e o ESTAÇÃO SAMBÔ do grupo mesmo nome.Seus cenários estiveram nas telas do Canal BIS com as séries musicais TRILHAS DA MINHA VIDA e LOUNGE na TV SONY com BREAKOUT BR-2014 e LOUNGE 2ªs e 3ªs edições. E ainda as Web Séries: AP DA BERÊ – QDB, MARIAS – Intimus e FÁBRICA de IDEIAS – Vigor.