\agenda

Convidados do curso “Documentário para Cinema e Tv”

/data

Gratuito

/compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Todos os semestres o curso regular “Documentário para Cinema e TV”, ministrado por Flavia Guerra e Deborah Osborn, recebe profissionais incríveis do audiovisual brasileiro como convidados especiais nas aulas. Eles e elas compartilham suas experiências e processos de criação, para aproximar a turma do que há de melhor na produção documental contemporânea.

Confira quem são os convidados(as) incríveis da próxima edição do curso, que começa em 23 de março!

Rita Piffer trabalha com desenvolvimento de projetos audiovisuais e roteiro há oito anos. Atualmente desenvolve uma série de sua criação para um canal de streaming. Entre seus últimos trabalhos como roteirista estão o longa de ficção “Cyclone” e a série documental Retratos Urbanos, exibida pelo canal Futura em 2020. Fez parte do núcleo de criação de séries “Refinaria de Histórias” da Revista Piauí, sob a supervisão de Sérgio Machado e João Moreira Salles. Foi curadora do Festival de Cinema Experimental Dobra, do Festival de Roteiros FRAPA, fez parte da Comissão de Seleção do SESC ARGUMENTA 2019 e foi consultora do Laboratório de Não-Ficção do Festival Cabíria 2021. Dirigiu o curta-metragem documental “Hotel Tropical”, em parceria com Sérgio Machado. Os seus documentários experimentais “Ghost Syndrome” e “Ausência de Memória” foram exibidos em inúmeros festivais de cinema independente e, em 2018, recebeu o Eileen Maitland Award, no 55th Ann Arbor Film Festival, um prêmio dedicado a filmes que dão voz para as mulheres. Acaba de ser contemplada, em parceria com a produtora Mera Semelhança, pelo Edital de Fomento da RioFilme 2021, para dirigir o seu primeiro longa-metragem documental “Paradeiros”, a ser rodado em 2022.

Jordana Berg é montadora de cinema, trabalhou com vários diretores, entre eles, Paz Encina, Renato Terra, Ricardo Calil, Stephanie Jhones, Eduardo Escorel, Flavia Castro, José Barahona, José Joffily, Daniela Broitman, Letícia Monte, além de uma longa parceria de 20 anos com o documentarista Eduardo Coutinho, do qual montou 12 filmes. É membro do Rough Cut Service, empresa de consultoria de montagem, e conselheira do Instituto Alana. É também integrante da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (The Academy), responsável pelos prêmios Oscar.

Lírio Ferreira é diretor dos premiados Árido Movie (2005), Cartola – Música para os Olhos (2007) e O Homem Que Engarrafava Nuvens (2009)! Lírio também dirigiu alguns videoclipes musicais para inúmeros artistas nacionais como Otto, Chico Science e Nação Zumbi, Zé Ramalho, Adriana Calcanhoto, Alceu Valença, Mestre Ambrósio, Chico César, entre outros. Seu mais recente filme é o documentário Cafi (2021), que ​retrata a obra do fotógrafo recifense Carlos Filho e estreou no Festival do Rio no ano passado.