_professores

Cursos nas áreas de artes visuais, audiovisual, dança, design, empreendedorismo, literatura e bem-estar, promovidos por profissionais renomados.

Aarón Fernández

Aarón Fernández Mexicano, formado em estudos cinematográficos na França pela Université Paris 3 Nouvelle Sorbonne (diploma reconhecido pela ECA –

saiba mais

Adrian Teijido

Teijido, recebeu vários prêmios como Grande prêmio do cinema Brasileiro, Prêmio ABC de Cinematografia, Tiburon Film festival, Gramado, Festival de cinema de Huelva entre outros.

saiba mais

Agnaldo Farias

Agnaldo Farias é professor doutor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo e Curador Geral da 3a.

saiba mais

Aleksei Abib

Aleksei Abib é diretor, roteirista e um dos principais consultores de roteiro do país. Assina, entre outros, os roteiros de “A Via Láctea” (46ª. Semaine de la Critique, Festival de Cannes); de “O Último Kwarup Branco” (Menção Honrosa DOCSDF – Festival Intl de Documentários da Cidade do México); e da novela “Água na Boca”, Band. Foi script-doctor de “Elena”, de Petra Costa (Pré–indicado ao Oscar, 2015); “De Menor”, de Caru Alves de Souza (Melhor Filme- Festival do Rio, 2013); do blockbuster “Mais Forte que o Mundo”, de Afonso Poyart; e dos ainda inéditos “Eduardo e Mônica”, de René Sampaio, e “Mulher Oceano”, da atriz e diretora Djin Zganzerla. Foi líder e consultor de diversos núcleos criativos no país, entre os quais o Núcleo do Crime, de Karim Aïnouz,

Foi consultor do Laboratório Novas Histórias (2009 a 2013), analista de projetos no Programa Ibermedia, Madrid, instrutor de roteiro do “Profissão Repórter”, do jornalista Caco Barcellos, e é um dos autores do livro “Profissão Repórter”. Foi ainda um três consultores nacionais do Projeto Paradiso, 2019, e atualmente é professor convidado da EICTV, Escuela Intl de San Antonio de los Baños, Havana, Cuba.

Escreveu e dirigiu os premiados curtas “Brasil Maravilha” e “O Taxi de Escher” (co-diretor Flavio Botelho) exibidos em mais de quarenta países, com seleção oficial nos festivais de Rotterdam (IFFR), Berlin (Interfilms), Miami (MsFF), Sydney (SFF), entre outros. Em direção, seu projeto mais recente é o longa documental em finalizacão, “You Are Not a Soldier” (título provisório), do qual assina o roteiro, e co-direção ao lado da diretora Carol Telles.

Atualmente é roteirista chefe das séries em desenvolvimento “A Coach do Fracasso” (comédia), e “O ESPÍRITO DA SANTA”(fantasia), em parceria com a produtora Hungry Man, e da serie investigativa “Psique”.

saiba mais

Alessandra Tosi

Alessandra Tosi é uma das mais experientes diretoras de elenco do mercado audiovisual brasileiro, tendo encabeçado o departamento de elenco da Gullane Entretenimento e projetos em outras importantes produtoras, nos últimos anos. Sua experiência profissional contém trabalhos como assistente de produção, assistente de produção executiva, diretora de produção, assistente de direção e produtora de elenco. Entre os filmes que participou, estão: O Lobo atrás da porta (Direção:  Fernando Coimbra) Meu País (Direção: André Ristum), As melhores coisas do mundo (Direção: Laís Bodanzky), Boca do Lixo (Direção: Flávio Frederico), Na Quebrada (Direção: Fernando Grostein Andrade), Até que a sorte nos separe (Direção: Roberto Santucci), Brincante (Direção: Walter Carvalho), Uma História de amor e fúria (Direção: Luiz Bolognesi), Encarnação do demônio (Direção: José Mojica Marins) e Como nossos pais (Direção: Laís Bodanzky).

saiba mais

Alice Alves

Alice Alves é uma figurinista que começou sua carreira em 2002 na novela “O Clone” com figurinos assinados por Marília Carneiro. De lá pra cá são 18 anos realizando o incrível trabalho de contar histórias através dos figurinos em novelas, filmes e séries. É sua especialidade a criação de figurinos de época porque tem paixão pela pesquisa em profundidade e pelo desafio atrelado à construção de um figurino com muitos detalhes. Também elabora figurinos contemporâneos por entender a importância de comunicação da roupa com o espectador.
Criou um curso livre que ministra há 8 anos e ensina todas as metodologias que aprendeu e aprende durante sua carreira. Afinal não é só de criação que vive uma figurinista. Tem um blog onde escreve sobre os processos criativos de figurinistas renomados no cenário internacional, desse aprendizado tira lições para aplicar em seus figurinos.

Para saber todos os trabalhos já realizados, veja o portfólio em alicealves.com.br

saiba mais

Alice Ruiz

Alice Ruiz é poeta, compositora, tradutora. Ministra oficinas de haikai no Brasil, desde 1990. Finalista da categoria infantil no prêmio

saiba mais

Aline Bei

Aline Bei nasceu em São Paulo, em 1987. É formada em Letras pela Pontifícia UniversidadeCatólica de São Paulo e em Artes Cênicas pelo Teatro Escola Célia-Helena. Foi colunista do site cultural Livre Opinião – Ideias em debate, editora chefe do site cultural OitavaArte e  escritora convidada na Primavera Literária; Sorbonne Université, França 2018. Também em2018 participou da Feira Internacional de Guadalajara. Em 2019 participou da Bienal do Rio de Janeiro e da Bienal de Alagoas, além de diversos eventos em Clubes de Leitura, Oficinas de Escrita Criativa e Sescs. O “Peso do pássaro morto”, finalista do prêmio Rio de Literatura e vencedor do prêmio São Paulo de Literatura e do prêmio Toca, é o seu primeiro livro. Lançará em 2021 seu segundo livro.

*foto: Lorena Dini

saiba mais

Aline Bei

Aline Bei nasceu em São Paulo, em 1987. É formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e em Artes Cênicas pelo Teatro Escola Célia-Helena. Foi colunista do site cultural Livre Opinião – Ideias em debate, editora chefe do site cultural OitavaArte e escritora convidada na Primavera Literária; Sorbonne Université, França 2018. Também em 2018 participou da Feira Internacional de Guadalajara. Em 2019 participou da Bienal do Rio de Janeiro e da Bienal de Alagoas, além de diversos eventos em Clubes de Leitura, Oficinas de Escrita Criativa e Sescs. O peso do pássaro morto, finalista do prêmio Rio de Literatura e vencedor do prêmio São Paulo de Literatura e do prêmio Toca, é o seu primeiro livro. Lançará em 2021 seu segundo livro.

saiba mais

Amara Moira

Amara Moira é travesti, feminista, doutora em teoria e crítica literária pela Unicamp (com tese sobre as indeterminações de sentido no Ulysses de James Joyce) e autora do livro autobiográfico E se eu fosse puta (hoo editora, 2016) e do capítulo “Destino Amargo” no livro Vidas trans – A coragem de existir (Astral Cultural, 2017). Ela publicou, além disso, artigos sobre literatura e personagens trans na literatura, assim como ensaios de crítica literária feminista.

saiba mais

assine a newsletter do b_arco