A Filosofia no Cinema. O Cinema na Filosofia.

com
Daniel Augusto
> Análise e interpretação de filmes em paralelo com alguns conceitos filosóficos

/data

5 a 8 de julho de 2021

segunda a quinta, das 19h às 21h30

/valor

Detalhes Preço Qtd
Desconto à vistaMais Detalhes  R$280,00 (BRL)  
Parcelado - 2xMais Detalhes  R$150,00 (BRL)  

/compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

/conteúdo

O objetivo do curso é ampliar o repertório dos alunos sobre as maneiras de se ver um filme e de pensar, a partir dele, sobre o mundo. Para tanto, vamos apresentar modos de análise e interpretação de filmes em paralelo com alguns conceitos filosóficos. Numa aula sobre um filme de Tarantino, por exemplo, vamos fazer o seguinte percurso: 1) descrever os elementos principais do filme visto (enredo, fotografia, montagem, assim por diante); 2) comentar e indicar algumas das análises e interpretações já feitas sobre a filmografia do diretor em artigos, ensaios e livros; 3) analisar e interpretar uma ou mais cenas representativas do filme; 4) ver que características dessas cenas permitem trabalhar temas da filosofia (por exemplo, o pós-modernismo); 5) sugerir como tais temas podem revelar aspectos do mundo contemporâneo.

 

Cronograma

Aula 1 – DAVID LYNCH

Filme: A Estrada Perdida (de David Lynch)
Autores relacionados: René Descartes, Jacques Lacan, Slavoj Zizek
Temas: sujeito, sonho, imaginário

 

Aula 2 – ALFRED HITCHCOCK E LARS VON TRIER

Primeira parte da aula –  filme Um corpo que cai (de Alfred Hitchcock)
Autores relacionados na primeira parte: Aristóteles, Jacques Rancière, Ismail Xavier, Slavoj Zizek
Temas da primeira parte: amor, moral, culpa, pecado
Segunda parte da aula: filme Melancolia (de Lars von Trier)
Autores relacionados na segunda parte: Platão, Aristóteles, Sigmund Freud, Erwin Panofsky
Temas da segunda parte: melancolia, genialidade, distopia

 

Aula 3 – ROBERTO ROSSELLINI E JEAN-LUC GODARD

Primeira parte da aula: filme Europa 51 (de Roberto Rossellini)
Autores relacionados na primeira parte: André Bazin, Walter Benjamin, Gilles Deleuze, Henri Bergson, Jacques Rancière
Temas na primeira parte: imagem, imagem-tempo, cinema moderno, trauma
Segunda parte da aula: filme Alphaville (de Jean-Luc Godard)
Autores relacionados na segunda parte: Platão, Aristóteles, Gilles Deleuze, Georges Didi
Huberman, Immanuel Kant, Pascal, Jacques Rancière, Mark Cousins, Antoine de Baecque
Temas na segunda parte: amor, a poética clássica, beleza, sublime, moderno, vanguarda.

 

Aula 4 – QUENTIN TARANTINO

Filme A Prova de Morte (de Quentin Tarantino)
Autores relacionados: Jürgen Habermas, Andreas Huyssen, Fredric Jameson, Josef Früchtl, Pascal
Bonitzer, Mark Cousins
Temas: moderno, pós-moderno.

 

Aluno

Interessados em cinema, filosofia e na relação entre os dois. A prioridade da abordagem será para quem não tem formação específica nas duas áreas, mas com desenvolvimentos e conclusões que podem interessar aos que tem formação específica.

carga horária total – 4 encontros – 10 horas

*Não conseguiu assistir a algum dos encontros ao vivo? Sem problemas, nós enviamos a gravação da aula no dia seguinte, por email, em links pessoais e intransferíveis que ficam disponíveis por 7 dias corridos após a realização da aula ao vivo.

*Todos os cursos do b_arco oferecem certificado de aproveitamento, com detalhamento de carga horária, que são enviados por email 1 semana após o encerramento do curso.

*O b_arco não disponibilizará os filmes abordados nas aulas.

 

 

sobre o professor

Professor

  • Daniel Augusto
    Daniel Augusto é diretor de cinema e televisão, Mestre em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo e Doutor em Filosofia na mesma instituição. Em março de 2019, lançou o longa-metragem Albatroz, com Alexandre Nero, Andrea Beltrão, Camila Morgado, Maria Flor, Andrea Horta, entre outros. Antes desse filme, dirigiu o longa ficcional Não pare na pista (2014) e o longa documentário Amazônia desconhecida (2013, este em parceria com outro diretor). Seu curta-metragem O Sinaleiro (2015) participou da mostra competitiva de festivais renomados, como Toronto, NYFF (New York Film Festival, organizado pela Lincoln Center Film Society), Brasília, Huelva, entre outros. Na televisão, em 2018, lançou no canal Arte 1 a série O tempo e a música – depois do fim da canção, com apresentação de Arthur Nestrovski e José Miguel Wisnik. Um ano antes, lançou a série Incertezas Críticas, para a qual entrevistou pensadores fundamentais do mundo contemporâneo, como Noam Chomsky, Jacques Rancière, Zygmunt Bauman, entre outros. Antes disso, dirigiu séries documentais (Mapas urbanos, Lutas.doc), documentários (Fordlândia), outros curtas e mais de 300 programas de TV. Sua dissertação de mestrado é sobre João Guimarães Rosa e foi orientada por José Miguel Wisnik. Seu doutorado é sobre Éric Rohmer, com orientação de Olgária Matos. Recentemente, lançou seu primeiro romance, Nem o sol nem a morte, publicado pela Editora Nós.