Cinema, Séries, Literatura e Filosofia: Reflexões Sobre o Contemporâneo

com
Daniel Augusto
> As principais tendências das artes, hoje, e o que elas podem dizer sobre o contemporâneo

/data

17 a 20 de agosto de 2020

segunda a quinta, das 19h às 21h30

/valor

Detalhes Preço Qtd
Desconto à vistaMais Detalhes  R$280,00 (BRL)  
Parcelado - 2xMais Detalhes  R$150,00 (BRL)  

/compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

/conteúdo

Quais são as principais tendências do cinema, da literatura e da arte em geral hoje? O que elas podem dizer sobre o mundo contemporâneo? Como imaginar uma arte pós-pandemia? Essas são algumas das questões do curso, cujo objetivo é indicar – por meio de uma abordagem filosófica e crítica – respostas.

Os temas serão abordados a partir de conceitos de autores como Giorgio Agamben , Eduardo   Viveiros   de   Castro,   Gilles   Deleuze,   Jacques   Derrida,   Hal   Foster,   Axel Honneth,  Jürgen  Habermas,  Andreas  Huyssen,  Fredric  Jameson,  Jacques  Lacan, Friedrich Nietzsche, Leyla Perrone-Moysés, Ismail Xavier, José Miguel Wisnik, Slavoj Zizek.

O curso trará  exemplos  retirados  a  partir  da  obra  de  escritores  como  Clarice  Lispector, Conceição Evaristo, Enrique Vila-Matas, Jonathan Franzen, José Saramago, Karl Ove Knausgaurd, Geovani Martins, Herman Melville, James Joyce, João Guimarães Rosa, entre  outros;  de  filmes  como  Era uma  vez  em Hollywood,  Infiltrado na  KlanUma mulher fantástica, Eu, Daniel Blake, Ex-pajé, Moonlight, A forma da água, Me chame pelo seu nomeDor e glóriaBacurau,  A  vida invisível,  Espero tua (re)volta,  entre outros; de séries como Complô contra a América, Mr. Robot, Quem matou Malcolm X?Sex EducationEuphoriaHomemade, Years and Years, entre outras; de obras de artistas visuais como  Cindy  Sherman,  Kiki  Smith,  Christian  Boltanski,  Thomas  Hirschhorn,  entre outros.

 

Cronograma

Aula 1 – Ficção, fake news, autoficção, lugar de fala, pós-verdade.

Aula 2 – O que é o contemporâneo para Giorgio Agamben; sociedade pós-industrial, do espetáculo e do controle; os estudos culturais.

Aula 3   –   Mutações   na   literatura   e   no   audiovisual:   moderno;   pós-moderno; intertextualidade;  fantasmas  da  modernidade;  a  volta  dos  grandes  romances;  a moda  das  séries  de  TV  e  streaming;  verdade,  convenção  e  realismo;  o  abjeto  e  o arquivismo.

Aula 4 – Distopia, conspiração, obscurantismo, ressentimento, redes sociais.

Aluno

Público-alvo: Trata-se de um curso panorâmico e didático, destinado a todos os interessados na reflexão sobre os temas, sem a necessidade de formação específica.

Carga horária total: 4 encontros – 10 horas

*Este curso é oferecido na modalidade ONLINE, portanto é necessário ter acesso à internet. As aulas irão acontecer ao vivo no aplicativo ZOOM. Indicamos que o participante tenha um computador ou celular com câmera e microfone.

sobre o professor

Professor

  • Daniel Augusto
    Daniel Augusto é diretor de cinema e televisão, Mestre em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo e Doutor em Filosofia na mesma instituição. Em março de 2019, lançou o longa-metragem Albatroz, com Alexandre Nero, Andrea Beltrão, Camila Morgado, Maria Flor, Andrea Horta, entre outros. Antes desse filme, dirigiu o longa ficcional Não pare na pista (2014) e o longa documentário Amazônia desconhecida (2013, este em parceria com outro diretor). Seu curta-metragem O Sinaleiro (2015) participou da mostra competitiva de festivais renomados, como Toronto, NYFF (New York Film Festival, organizado pela Lincoln Center Film Society), Brasília, Huelva, entre outros. Na televisão, em 2018, lançou no canal Arte 1 a série O tempo e a música – depois do fim da canção, com apresentação de Arthur Nestrovski e José Miguel Wisnik. Um ano antes, lançou a série Incertezas Críticas, para a qual entrevistou pensadores fundamentais do mundo contemporâneo, como Noam Chomsky, Jacques Rancière, Zygmunt Bauman, entre outros. Antes disso, dirigiu séries documentais (Mapas urbanos, Lutas.doc), documentários (Fordlândia), outros curtas e mais de 300 programas de TV. Sua dissertação de mestrado é sobre João Guimarães Rosa e foi orientada por José Miguel Wisnik. Seu doutorado é sobre Éric Rohmer, com orientação de Olgária Matos. Recentemente, lançou seu primeiro romance, Nem o sol nem a morte, publicado pela Editora Nós.