Direção de Fotografia Audiovisual

com
José Augusto De Blasiis e convidados
> Curso completo de Direção de Fotografia para cinema e TV digital, em quatro módulos teórico-práticos.

/data

6 de outubro a 15 de dezembro de 2021

segundas e quartas, das 19h às 23h + 4 sábados, das 10h às 19h.

/valor

Detalhes Preço Qtd
Desconto até 23/9 - à vistaMais Detalhes  R$3.680,00 (BRL)   Encerrado
Parcelado - 6xMais Detalhes  R$668,00 (BRL)   Encerrado
Após 23/9 - à vistaMais Detalhes  R$4.600,00 (BRL)  
Parcelado - 6xMais Detalhes  R$834,00 (BRL)  

/compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

/conteúdo

A partir da transição da pós-produção analógica para a digital, os meios de finalização se ampliaram de maneira exponencial. Neste cenário de aumento de demanda, a área de captação de imagem em digital se estabeleceu como atividade fundamental nos mercados de publicidade, cinema e televisão.

O curso de Direção de Fotografia para Cinema e TV Digital contempla os processos de produção de produtos audiovisuais para diferentes meios, cinema, TV, publicidade e internet. Para todos estes meios, a direção de fotografia como elemento fundamental de qualquer produto audiovisual é fator preponderante no acabamento de imagem. Por ser o primeiro curso de especialização brasileiro focado na direção de fotografia para cinema e TV digital, o programa foi desenvolvido para aprofundar toda a base teórica e prática dos processos de captação de imagens digitais em HD, 2K e 4K geradas a partir de arquivos RAW em espaço de cor LOG.

Partindo dos conceitos que embasam a formação e a representação da imagem, o curso abordará todas as principais fases do processo de fotografia e iluminação de produtos audiovisuais e se concentrará na instrumentalização dos principais equipamentos de captação de imagem digital disponíveis no Brasil. Aprender a base técnica da fotografia, da exposição aos formatos de captação, independentemente da ferramenta usada. Capacitar-se para trabalhar dentro da filosofia e da metodologia dos sistemas de captação de imagem em digital data e dos equipamentos de pós-produção e seus fluxos de trabalho de edição de imagem, usando os principais softwares de edição e de correção de cor do mercado.

O curso completo é dividido em 4 módulos: Introdução à Direção de Fotografia; Captação de imagem em cinema e vídeo e técnicas de exposição; Direção de fotografia e iluminação; Técnicas de pós-produção de cinema e vídeo e correção de cor. Cada módulo é composto por cinco aulas regulares e uma diária prática de estúdio. Também será recomendada uma extensa bibliografia técnica.

 

MÓDULO I – Introdução à Direção de Fotografia – 28h

  • Estudo dos princípios da teoria das cores. Análise da estética da imagem na ótica da composição e da cor, da transparência, profundidade, latitude, gama e textura na estrutura do negativo e dos arquivos digitais. Os princípios da aplicabilidade da teoria física das cores na fotografia cinematográfica e videográfica.
  • Definição das principais técnicas e equipamentos de trabalho para produção de imagens em arquivos digitais.

Conteúdo Programático:

  • A cor – Estímulos , percepção da cor, classificação das cores. A Luz – Emissão, propagação e natureza da luz. O Olho e a Visão – Estrutura do olho humano e visão cromática. Leonardo Da Vinci e a teoria das cores. Newton e a óptica. A Teria da cores de Goethe. Cores: ondas / espectro. Modelos de Cor / Aspecto das Cores. Síntese das Cores / Tons Harmônicos / Contraste / Legibilidade das Cores
  • Teoria da câmera de cinema. Formatos. Teoria das câmeras digitais. Os elementos da câmera e seus acessórios. Tipos de lentes.
  • A temperatura e a calibração de cor básica. Balanço de branco e do preto e a geração de looks e LUTs.
  • Características dos sistemas de alta definição para a distribuição. Características dos sistemas de alta definição para transmissão de HDTV. Peculiaridades de câmeras de alta definição – relação de definição full HD, 2k e 4k.
  • As diferenças na aparência – 3 x 4, 14 x 9 e 16 x 9 e a relação de aspecto do cinema – 1.78, 1.85 e 2.35 e os novos formatos DCI – 1.89 e 2.39.

 

MÓDULO II – Captação de imagem em cinema e vídeo e técnicas de exposição – 28h

  • A formação e composição das equipes de trabalho em set de captação para cinema e vídeo. A operação dos diversos equipamentos disponíveis no mercado de produção de imagens digitais. 
  • Estudo das principais teorias sobre a exposição dos negativos de cinema e dos sensores. Partindo da teoria das zonas de exposição se fará uma analogia entre as zonas densitométricas dos negativos de cinema e a escala IRE das zonas sensíveis dos arquivos de imagem.
  • Uso dos instrumentos de medição de intensidade e temperatura de cor das fontes de iluminação e os instrumentos eletrônicos de medição de sinais digitais. 

 Conteúdo programático

  • As funções dos assistentes de câmera.  Composição da equipe de filmagem. Definição das figuras de assistente de vídeo  logger e o DIT. Operadores de câmera e o Focus Puller. A preparação técnica de um assistente de câmera. Configurações e menus da câmera. 
  • Setup das câmeras RED Weapon (Monstro, Heliun, Dragon), Alexa (LF, SXT, Mini), Sony F-55, Blackmagic Mini/Macro, Canon C70, C300, C500 e 5D MK IV.
  • Características de alta definição de sistemas de produção Arri Raw, RED Code, DVCPRO, XAVC, AVCHD, XDCAM, Apple ProRes, DNxHD e H-264 (ALL-I E IPB), H.265.
  • A teoria das zonas de exposição. Temperatura de cor. Teorias e métodos de exposição. As diferenças de colorimetría e exposição e as curvas de gama. 
  • O uso do fotômetro, do spotmeter e do colorímetro. Os filtros de correção e de efeito. 
  • Formatos de Filme. 16mm, Super 16mm, 35mm, super 35 mm, 65mm.
  • Estrutura de exposição, velocidade, cadência e filmagens.
  • O monitor de forma de onda – vectorscope, waveform e histograma. Métodos de calibração de monitores.

 

MÓDULO III –  Direção de fotografia e iluminação – 28h

  • O papel do diretor de fotografia nas produções dos mais diversos produtos audiovisuais. 
  • Os princípios de  eletricidade e iluminação e os principais esquemas técnicos de iluminação. 
  • Equipamentos básicos para um diretor de fotografia. 
  • Elementos principais da câmera. Diferenças entre a câmera de vídeo e a câmera de cinema.

Conteúdo programático

  • O diretor de fotografia no set. Análise de diferentes cenas de filmes, comerciais e vídeo clipes. O cargo de diretor de fotografia como um profissional no meio da TV e Cinema. 
  • O roteiro e a interpretação da mensagem de imagens para o espectador.  
  • A arquitetura de luz. O ambiente e a forma de iluminação dos conjuntos. O efeito de interpretação nos rostos dos atores e sua mensagem na tela. Relação entre o fotógrafo e o diretor de cena e a equipe de uma produção audiovisual.
  • Os modelos principais de refletores. Os quadros luzes. Eletricidade. Geradores. Cabos e conexões. Tripés. Cabeças hidráulicas. Crane e grip.Steadicam. Outros tipos de maquinários.  
  • Elementos da câmera de filme/digital. Tipos, formas, classificação e usos das objetivas para o cinema digital. 
  • Formatos de fotograma e dos sensores de vídeo. Shutter e sistemas de energia e baterias. Velocidade variável.  Acessórios para Câmara.  Suporte de filtros e controle de foco.

MÓDULO IV – Técnicas de pós-produção de cinema e vídeo e correção de cor – 28h

  • Abordagem de diversos tipos de equipamentos de correção de cor, suas características técnicas e aplicabilidade na pós-produção de cinema e vídeo.
  • A relação do diretor de fotografia com a pós-produção e o laboratório de copiagem digital. Efeitos Visuais. Fluxo de trabalho para cinema digital e para produções para TV e streamings de alta definição.
  • Correção de cor. Composição e efeitos digitais. Recortes de croma – técnicas e equipamentos.

 Conteúdo programático

  • Conceito de correção de cor primária, secundária e máscaras. Formação conceitos comuns analógicos e digitais: As relações HD, 2K e 4K.
  • Os codecs mais comuns do mercado e o seu uso no workflow de correção de cor. Os arquivos de DPX/Cineon, TIFF, MXF, ProRes, Avid DNxHD, Red Code, Arri RAW e DNG. Digitalização do filme: scanner, datacine e os negativos. Os processos de restauração digital de filmes. 
  • Curvas Gamma e linear logarítmica. 
  • Correção e LUTs de visualização. Curvas sensitométricas de filme e suas correspondências no mundo digital. 
  • O ambiente para correção de cor: requisitos e cuidados.
  • Conceito de monitoração e calibração de monitores. A utilização de instrumentos de medição: formas de onda (waveform), Vectorscope, Histogramas.
  • A teoria de zonas aplicada ao ambiente digital.

 

Tecnologia

O curso será teórico/prático e contará com o uso de equipamentos de captação de cinema e vídeo.  Trabalharemos em estúdio com equipamentos de iluminação profissional e câmeras de cinema e digitais. Teremos aulas com a RED EPIC, a Arri Alexa, a Sony F-3 e câmeras DSLRs.

Além disso, haverá atividades práticas onde serão demonstradas, e terão os seus fluxos de trabalho detalhados, as principais câmeras de captação de imagem digital  de câmeras de alta definição às de resolução 2K e 4K.

Eventuais reposições de aulas podem acontecer fora do período estipulado na programação do curso. Neste caso o aluno será avisado com a devida antecedência.

 

Aluno

Carga horária total: 20 encontros online pelo zoom (das 19h às 23h) + 4 encontros presenciais, aos sábados, dias 23/10, 06/11, 20/11 e 04/12 (das 10h às 19h), totalizando 112h.

 

 

Convidados

Adrian Teijido, ABC, é Diretor de Fotografia, conhecido por ter fotografado O Palhaço, A Busca, Gonzaga de Pai para Filho, Elis, Capitu, Filhos do Carnaval, Órfãos do Eldorado, Narcos e mais recentemente Marighella, Direção Wagner Moura, Sérgio (Netflix), Direção Greg Barker, Irmandade Direção Pedro Morelli, Medida Provisória, Direção Lazaro Ramos , A Cidade Ilhada, Direção Sergio Machado, ainda inéditos.
Teijido, recebeu vários prêmios como Grande prêmio do cinema Brasileiro, Prêmio ABC de Cinematografia, Tiburon Film festival, Gramado, Festival de cinema de Huelva entre outros.
Foi presidente da ABC, Associação Brasileira de Cinematografia 2016-2017. Atualmente é membro da diretoria. Recentemente, filmou Narcos México.

 

Carlos Ebert estudou Arquitetura na Universidade Federal do Rio de Janeiro e Cinema na Escola Superior de Cinema São Luiz, em São Paulo. É Diretor e Fotógrafo de cinema, televisão e publicidade. No final dos anos 60, participou do cinema marginal e foi câmera e diretor de fotografia de um dos filmes mais significativos do movimento, “O Bandido da Luz Vermelha” de Rogério Sganzerla. Também dirigiu “República da Traição” e fez a fotografia do “O Rei da Vela” de José Celso Martinez Corrêa e Noilton Nunes, e “Fé” de Ricardo Dias. Para a televisão trabalhou em “O Povo Brasileiro”, ganhador do Grande Prêmio Cinema Brasil de TV em 2001. Em 2003 recebeu o prêmio de Melhor Fotografia no Festival de Gramado pelo curta-metragem “Carolina”, de Jeferson De. Trabalhou nos documentários “Dia da Graça” de Thiago Mendonça e Maira Buller, “Do Luto à Luta” de Evaldo Mocarzel, e “Vlado – 30 Anos Depois” de João Batista de Andrade. Em 2007, fez a direção de fotografia do filme “A Ilha do Terrível Rapaterra” de Ariane Porto e em 2008 do documentário “Um Homem de Moral de Ricardo Dias.

 

Jacob Solitrenick é um Diretor de Fotografia de ficção, documentário e publicidade, Jacob Solitrenick – Jay, como é conhecido no mercado – fotografou mais de 30 longas, 10 séries, sem contar os filmes publicitários. Fez ainda na faculdade seu primeiro estágio em cinema, sua grande paixão. Começou como produtor de set e de arte, assistente de câmera e estreou como diretor de fotografia no longa-metragem Latitude Zero. Trabalhou com diretores como Tata Amaral, Daniel Augusto, Ana Luiza Azevedo, Lina Chamie, Jorge Furtado, Marcos Jorge, Lúcia Murat, Anna Muylaert, Caru Alves de Souza e Carlos Reichenbach. 
A série Cantoras do Brasil teve Jay como diretor. Ampliando suas competências, dirigiu e fotografou as temporadas 3, 4, 5 e 6 da série para o Canal Brasil. Cantoras do Brasil venceu o 5º Fymti Festival y Mercado de Televisión Internacional de Buenos Aires como Melhor Programa de Entretenimento e duas vezes finalista do Prêmio ABC.
Membro da ABC – Associação Brasileira de Cinematografia com direito ao uso da sigla.

 

sobre o professor

Professor

  • José Augusto de Blasiis
    José Augusto de Blasiisé coordenador dos cursos de Direção de Fotografia para Cinema e TV Digital e do curso de Cinematografia Digital DSLR no Centro Cultural B_arco. Foi diretor de operações do CasablancaLab, laboratório do grupo Casablanca/TeleImage, de 2003  a 2013, onde realizou um amplo trabalho junto ao mercado de cinema nas áreas de transfer para película. Trabalhou também nos Estúdios Mega onde desenvolveu todo parque técnico de pós-produção em HDTV e SD e em seguida ocupou o cargo de diretor de operações do Laboratório Megacolor onde implementou o projeto técnico do laboratório, tanto na área de revelação quanto de pó-produção óptica. Gerenciou a pós-produção de vários trabalhos pioneiros realizados em HDTV no Brasil. Atualmente é  professor do curso de RTVi e coordenador de Projetos Integrados e da TAG TV, Web TV e supervisiona o Núcleo 3D. Além de ter sido coordenador do curso de Cinema Digital na mesma universidade de 2006 à 2012. Ministra aulas de Fotografia Digital, Direção de Fotografia, Empreendedorismo do Audiovisual e coordena Projetos Experimentais, e faz orientação de TCCs (projetos finais do curso). Todos na Universidade Metodista de São Paulo. É fromado em História pela PUC-SP e é mestre em Comunicação Social pela Universidade Metodista de S. Paulo. Foi produtor executivo (Executive Producer) da Conferência Panorama Audiovisual, organizada pelo VP Group, que publica a Revista Panorama Audiovisual, que aconteceu durante a Broadcast & Cable 2014. Realizou diversos serviços de pós-produção em filmes como: O Invasor, Cidade de Deus, Carandiru, Ônibus 174, Narradores de Javé, O Homem do Ano, Benjamin, Nina, Durval Discos. Viva São João, Tainá 1 e 2, Macunaíma (processo de restauração digital), Casa de Areia, Doutores da Alegria, Achados e Perdidos, Rosário Tijeras (produção México, Colômbia e Brasil), Solo Dios Sabe (produção México e Brasil),  Se Eu Fosse Você , Tapete Vermelho, O Maior Amor do Mundo, O Dia em que Meus Pais Saíram de Férias, Cheiro do Ralo e Muito Gelo e Dois Dedos de Água, Budapeste, As Melhores Coisas do Mundo, Rock Brasília, Corações Sujos, O Homem que Não Dormia, Muito Além do Peso, Francisco Brennand, Elena, São Silvestre entre outros. Trabalha no mercado de curtas metragens e documentários na formatação dos set ups técnicos de câmeras digitais DSLR, Data 2k e 4K e outros formatos para uma melhor adequação cinematográfica no processo de transfer para película. Fez direção de fotografia para diversos clipes e curtas e longas metragens nos últimos anos, entre eles os de Fernanda Porto, Ed Motta, Paula Lima, Andreas Kisser, CPM-22, Lenine, Ney Matogrosso. Palavra Cantada 3D e No Gargalo do Samba. Tem fotografado shows para gravação de DVD desde 2012, entre estes trabalhos os DVDs do Naldo, Leonardo 30 anos, Paulo Ricardo e Biquini Cavadão 30 anos.