História das Artes Decorativas no Brasil

com
Patrícia Freitas
> Discussões sobre o papel das artes na consolidação do que se conheceu posteriormente como design de interiores e design industrial.

/data

3 a 6 de novembro de 2020

terça a sexta, das 19h às 21h30

/valor

Detalhes Preço Qtd
Desconto à vistaMais Detalhes  R$280,00 (BRL)   Encerrado
Parcelado - 2xMais Detalhes  R$150,00 (BRL)   Encerrado

/compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

/conteúdo

Neste curso será apresentado um panorama histórico das experiências e projetos de artes decorativas no Brasil, desde a criação de mobiliário até os murais decorativos. Vamos olhar para o desenvolvimento da produção artística voltada para a decoração de casas, cinemas, cafés, clubes e edifícios públicos. Cobrindo o período de 1920 a 1960, entraremos em contato com uma produçãmenos conhecida do modernismo no Brasil, analisando seu contexto de criação e a relação com um projeto de modernidade amplo e internacional, na primeira metade do século XX. Destaque para artistas consagrados como Di Cavalcanti, Burle Marx e Regina Graz.

 

Cronograma

Aula 1: Arte, decoração e o projeto moderno no Brasil
Aula introdutória sobre as artes decorativas no Brasil, e sua relação com o projeto de modernização no século XX. Introdução à ideia de construção do lar moderno e da experiência de viver em um ambiente urbano e industrial.

 

Aula 2: A linguagem Art Déco dos anos de 1920
A produção de artistas para tapeçaria, mobiliário, estamparia, baixos-relevos, entre outros objetos, voltados à linguagem Art Déco e às correntes modernas europeias. Destaque para as relações entre essas obras e a circulação da linguagem modernista nos anos próximos à Semana de 22. 

 

Aula 3: Arquitetos e artistas unidos: a síntese das artes nos anos de 1930 e 1940
No período conhecido como entreguerras, a falta de conexão entre a arte moderna e seu público uniu artistas e arquitetos em um único propósito: criar projetos para o bem estar do homem comum. A síntese das artes, como eles chamaram essas iniciativas, frutificou no Brasil com grandes projetos de nomes conhecidos como Oscar Niemeyer, Di Cavalcanti e Burle Marx.

 

Aula 4: Elegância e refinamento: formação do gosto nos anos de 1950 e 1960
A disseminação de uma ideia precisa de gosto moderno pautou as publicações de revistas especializadas e ajudou a formar uma geração de amantes do que se tornou depois reconhecidamente o design moderno. No Brasil, os italianos tiveram tudo a ver com esse movimento. Vamos conhecer nomes que atuaram na consolidação desse gosto por aqui como Lina Bo Bardi, Giusepe Scapinelli e Roberto Sambonet.

 

 

Aluno

Público-alvo – Interessados em arte, arquitetura, design e cultura. Os participantes sairão do curso com noções básicas sobre a história das artes decorativas no Brasil.

Carga horária total – 4 encontros – 10 horas

*Este curso é oferecido na modalidade ONLINE, portanto é necessário ter acesso à internet. As aulas irão acontecer ao vivo no aplicativo ZOOM. Indicamos que o participante tenha um computador ou celular com câmera e microfone.

sobre o professor

Professor

  • Patrícia Freitas
    Patrícia Freitas é Doutora em História da Arte pela Unicamp, especialista em arte, arquitetura e design no século XX. Foi pesquisadora visitante no Departamento de História da Arte e Arqueologia da Columbia University (NY, EUA). Atuou como pesquisadora do Centro de História da Arte e Arqueologia (Unicamp) e do Centro Interdisciplinar de Estudos sobre a Cidade (Unicamp). Faz parte do grupo de pesquisa “Narrativas da arte do século XX”, do MAC USP, coordenado por Ana Magalhães. Participou da curadoria da exposição “Projetos para um cotidiano moderno, 1920-1960”, no MAC USP (previsão 2021). Recentemente finalizou seu pós-doutorado na Divisão de Pesquisa em Arte, Teoria e Crítica do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (USP).