Uma História da Arte Abstrata

com
Felipe Martinez
> Um breve panorama histórico da Arte Abstrata e sua evolução formal e social.

/data

11 a 13 de janeiro de 2021

segunda a quarta, das 19h às 21h30

/valor

Detalhes Preço Qtd
Desconto à vistaMais Detalhes  R$280,00 (BRL)  
Parcelado - 2xMais Detalhes  R$150,00 (BRL)  

/compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

/conteúdo

A abstração foi uma das tendências mais importantes da arte do século XX. Debatida pelos principais autores e críticos da história, a arte abstrata foi um desdobramento quase inevitável das pesquisas formais empreendidas nos anos iniciais da arte moderna.  Assim, é impossível compreender os desdobramentos das experiências artísticas de vanguarda sem que se entenda o impacto da arte abstrata no imaginário estético do século passado. Tendo isso em vista, este curso pretende traçar um breve panorama histórico da arte abstrata, levando em conta sua evolução formal e social. Este percurso levará em conta as diferenças entre a abstração lírica e a abstração geométrica. Entre os artistas e movimentos estudados ao longo do curso estão: Piet Mondrian, o Grupo CoBrA, Jackson Pollock, Joan Mitchell, Wassily Kandinsky, Hilma af Klint, Lygia Clark e Antonio Maluf.

 

 

Cronograma

Aula 1 – Abstração na Europa antes da Segunda Guerra Mundial.
No primeiro encontro, será feita uma diferença entre abstração lírica e abstração geométrica, comparando as principais tendências do cenário mundial no primeira metade do século XX. Destaque para as obras de Kandinsky, Mondrian e Hilma af Klint.

 

Aula 2 – Abstração depois da Segunda Guerra Mundial.
Na segunda aula, será estudo como a arte abstrata no período pós-guerra se tornou a tendência predominante no cenário artístico mundial, especialmente no contexto dos estados unidos. Destaque para as obras do Grupo CoBrA, Jackson Pollock e Joan Mitchell.

 

Aula 3 – Arte abstrata no Brasil.
O terceiro encontro vai tratar da arte abstrata no contexto brasileiro de meados do século, dando especial destaque para o conflito entre Concretismo e Neoconcretismo. Destaque para as obras de Antonio Maluf, Geraldo de Barros, Hélio Oiticica e Lygia Clark.

 

 

Aluno

Aluno: aberto a todos os interessados

Carga horária total –  3 encontros – 7h30m

*Este curso é oferecido na modalidade ONLINE, portanto é necessário ter acesso à internet. As aulas irão acontecer ao vivo no aplicativo ZOOM. Indicamos que o participante tenha um computador ou celular com câmera e microfone.

sobre o professor

Professor

  • Felipe Martinez
    Felipe Martinez é doutor em história da arte pela Unicamp. Defendeu mestrado sobre as obras de Van Gogh no acervo do MASP, onde também trabalhou como pesquisador. Atua como professor nos principais museus espaços culturais de São Paulo, como o MAM, a Escrevedeira, a Casa do Saber, e o MASP. É professor convidado do curso de Museologia e Formação Cultural da PUC de São Paulo, participou de publicações acadêmicas sobre o impressionismo e o pós-impressionismo e colabora com a revista seLecT. Realizou estágio doutoral no Nederlands Instituut voor Kunstgeschiedenis (RKD), em Haia, e foi pesquisador visitante do Museu Van Gogh, em Amsterdã.