Omar Morotti

Omar Morotti

Omar Morotti começou seu trabalho em 1994, abrindo uma pequena oficina de malhas onde sua mãe e dois funcionários costuravam para algumas empresas locais.

Desde o começo entendeu que tinha que elevar muito rapidamente o nível da qualidade do trabalho que estavam fazendo, o mercado já estava se movendo em direção a países com os menores custos trabalhistas.

Desde então, a clientela tornou-se cada vez mais alta, esta foi a chave que permitiu que a pequena oficina artesanal crescesse e se desenvolvesse.

Desde o início dos anos oitenta a produção de tricô havia se mudado pela primeira vez no antigo bloco soviético, em seguida, banhado em países africanos do Mar Mediterrâneo e, finalmente, chegar a globalização quase toda a produção mundial é produzido em países asiáticos com a China na liderança.

Omar trabalhou muitos anos com empresas italianas do mais alto nível, onde costurou suéteres e vestidos para as mais importantes marcas italianas e francesas.

Em 2008, a crise teve que mudar de estratégia, começou a viajar entre os EUA e Europa em busca de novas marcas interessadas em produzir na Itália e, desde o início teve colaborações com os EUA contra a Inglaterra, com a Bélgica Coreia e Japão.

Em 2010, expandiu sua empresa e iniciou um novo projeto com o departamento de tecelagem onde oferece aos clientes um ciclo completo, faltando apenas o departamento de roupa que um pouco mais tarde seria acrescentado ao seu ciclo de produção.

Hoje a empresa possui 20 máquinas de tricô em torno de 100 máquinas de costura e 40 pessoas compõem a equipe.

Hoje, Omar e seus funcionários trabalham diretamente para as marcas mais importantes do mundo, como Dolce & Gabbana,  Tom Ford e Christian Dior. Em 2018 nasceu sua marca Nuwoola.

Fechar Menu
Close Panel