\blog

Uma lista incrível de produções literárias que são referência para o curso “Cinema, Séries, Literatura e Filosofia – Reflexões Sobre o Contemporâneo”

Interessados em discutir as principais tendências das artes, hoje, e o que elas podem dizer sobre o contemporâneo, terão o espaço perfeito para reflexões no curso online com o Mestre em Literatura, Doutor em Filosofia e diretor de cinema, Daniel Augusto no curso online “Cinema, Séries, Literatura e Filosofia – Reflexões Sobre o Contemporâneo”.

O curso irá abordar importantes discussões como fake news, autoficção, lugar de fala, pós-verdade, distopia, conspiração e muitas outras, através de discussões embasadas em filmes, séries e produções literárias. A conexão destas discussões fica por conta de grandes pensadores como Giorgio Agamben, Eduardo   Viveiros   de   Castro,   Gilles   Deleuze,   Jacques   Derrida,   Jürgen  Habermas,  Jacques  Lacan, Friedrich Nietzsche e Slavoj Zizek. Já a condução deste percurso foi detalhadamente pensada por Daniel Augusto que, neste curso panorâmico e didático,  pretende levar os participantes a um mergulho nas principais reflexões sobre o contemporâneo.

As referências para o curso são muitas e diversas, acumuladas em muitos anos de estudo e profissão por Daniel Augusto. Já lançamos os 101  filmes e séries  que são referência para o curso e agora chegou a vez das obras literárias. Daniel preparou uma brilhante seleção de literatura nacional e internacional para refletir sobre o contemporâneo. Confira abaixo:

  1. AUSTER, Paul. A trilogia de Nova York. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.
  2. BORGES, Jorge Luis. Ficções. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.
  3. CARVALHO, Bernardo. Reprodução. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.
  4. COETZEE, J. M. O mestre de Petersburgo. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.
  5. CORTÁZAR, Julio. O jogo da Amarelinha. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.
  6. CUNNINGHAM, Michael. As horas. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.
  7. EVARISTO, Conceição. Becos da memória. Rio de Janeiro: Pallas, 2017.
  8. EUGENIDES, Jeffrey. A trama do casamento. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.
  9. FAULKNER, William. O som e a fúria. São Paulo: Cosac Naify, 2004.
  10. FRANZEN, Jonathan. Liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.
  11. FUKS, Julián. Procura do romance. São Paulo: Record, 2011.
  12. HALLBERG, Garth Risk. Cidade em chamas. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.
  13. HOUELLEBECQ, Michel. O mapa e o território. São Paulo: Record, 2012.
  14. HOUELLEBECQ, Michel. Submissão. Rio de Janeiro: Alfaguara, 2015.
  15. JOYCE, James. Ulysses. São Paulo: Penguin Classics Companhia das Letras, 2012.
  16. LE CLÉZIO, Jean-Marie Gustave. A quarentena. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.
  17. KNAUSGÅRD, Karl Ove. A morte do pai: minha luta 1. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.
  18. KUNDERA, Milan. A insustentável leveza do ser. São Paulo: Companhia de Bolso, 2011.
  19. LÍSIAS, Ricardo. O livro dos mandarins. Rio de Janeiro: Alfaguara, 2009.
  20. LISPECTOR, Clarice. A quinta história. A legião estrangeira. Rio de Janeiro: Rocco, 1999, pp. 82-4.
  21. MARÍAS, Javier. Os enamoramentos. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.
  22. MARTINS, Alberto. A história dos ossos. São Paulo: Editora 34, 2005.
  23. MARTINS, Geovani. Espiral. O sol na cabeça. São Paulo: Companhia da Letras, 2018.
  24. McEWAN, Ian. Reparação. São Paulo: Companhia das Letras, 2008. 
  25. MELVILLE, Herman. Bartleby, o escrivão. São Paulo: Cosac Naify, 2009.
  26. MICHON, Pierre. Rimbaud le fils. Paris: Gallimard, 1993.
  27. PAMUK, Orhan. O museu da inocência. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.
  28. PAULS, Alan. O passado. São Paulo: Cosac Naify, 2007.
  29. PROUST, Marcel. Em busca do tempo perdido, vol. 1 (No caminho de Swann). São Paulo: Globo, 2009.
  30. QUIGNARD, Pascal. Último reino. São Paulo: Hedra, 2012.
  31. RAMOS, Nuno. Ó. São Paulo: Iluminuras, 2009.
  32. ROBBE-GRILLET, Alain. L’année dernière à Marienbad. Paris: Minuit, 1968.
  33. ROSA, João Guimarães. Grande sertão: veredas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2015.
  34. ROSA, João Guimarães. Pirlimpsiquice. Primeiras estórias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988, pp. 38-46.
  35. ROTH, Philip. Complô contra a América. São Paulo: Companhia das Letras, 2015. 
  36. SARAMAGO, José. O ano da morte de Ricardo Reis. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.
  37. SEBALD, W. G. Austerlitz. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.
  38. SOUZA, Gilda de Mello e. Os deuses malditos. In: Exercícios de leitura. São Paulo: Duas Cidades; Editora 34, 2008.
  39. TABUCCHI, Antonio. Réquiem. Rio de Janeiro: Rocco, 2001. 
  40. TAVARES, Gonçalo M. Um homem: Klaus Klump. Alfragide: Caminho, 2015.
  41. TSÍPKIN, Leonid. Verão em Baden-Baden. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.
  42. VILA-MATAS, Enrique. Bartleby e companhia. São Paulo: Cosac Naify, 2004.
  43. VOLODINE, Antoine. Terminus radieux. Paris: Seuil, 2014.
  44. WALLACE, David Foster. Graça infinita. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.
  45. WOOLF, Virginia. Ao farol. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.
  46. ZOLA, Émile. O abatedouro. São Paulo: Eduel, 2019.