\blog

Curso com diretor e montador Daniel Rezende será a primeira experiência com bolsas destinadas à instituições que promovem políticas afirmativas

O Centro Cultural b_arco e o diretor e montador de cinema, Daniel Rezende, se uniram com a idéia de promover uma edição do curso online “Dirigindo a Montagem” que garanta o acesso daqueles que não tem condição de pagar o investimento do curso ou, ainda, que por razões históricas são privados de forma geral da possibilidade de ampliarem sua formação em áreas como o audiovisual. 

Depois de quatro edições bem sucedidas , Daniel propôs que o curso fosse ministrado em uma edição especial com acesso democrático. Essa primeira experiência, levou a equipe do b_arco a encontrar no trabalho da Spcine, por meio da Secretaria Municipal de Cultura  da Prefeitura de São Paulo, com foco no desenvolvimento dos setores de cinema, TV, games e novas mídias – a possibilidade de uma parceria que auxiliaria na fundação de uma Política de Atitudes Inclusivas no b_arco. O primeiro passo foi reconhecer o acesso privilegiado aos cursos do Centro Cultural, ainda no formato online, sem também comprometer a situação atual do espaço que, de forma independente, sobrevive apenas dos cursos online neste momento de pandemia em que as portas da Rua Virgilio de Carvalho Pinto, 426, estão fechadas.

Do contato com o trabalho da Spcine, nasce uma nova parceria que pretende trazer mudanças profundas para a nossa instituição, funcionamento e  também à equipe do b_arco. Com formações previstas, encontros e diálogo com iniciativas parceiras da Spcine, esta parceria pretende ser um processo transformador. A partir de então, os cursos do b_arco terão vagas destinadas à bolsistas que advenham das Organizações Não Governamentais que colaboram com a Spcine, e que serão encontrados a partir dos dados coletados pela Spcine e seguindo critérios aprofundados de vulnerabilidade social e representatividade. 

A primeira ação desta parceria será a edição especial do curso “Dirigindo a Montagem”, ministrado por Daniel Rezende, e que contará com 100% das vagas destinadas à cinco organizações que trabalham diretamente com a Spcine: Instituto Querô, Instituto Criar, É Nóis na Fita, JAMAC e Oficinas Kinofórum. Estas iniciativas promovem trabalhos muito importantes com jovens a quem o acesso à formações diversas são privados pela desigualdade e para quem o b_arco fica imensamente contente de fazer este convite. 

Para além destes primeiros passos, a parceria com a Spcine trará novas metas ao Centro Cultural b_arco, que garantirá ao menos 100 vagas para cursos livres destinadas às organizações parceiras do projeto e assim  – aos poucos – tentando contribuir com o combate à desigualdade no mercado de trabalho e em nossa sociedade. 

Sobre a Spcine

Lançada em 2015, a Spcine, iniciativa da Prefeitura de São Paulo por meio da Secretaria Municipal de Cultura, é a empresa de cinema e audiovisual da Cidade de

São Paulo responsável pelo desenvolvimento, financiamento e implementação de programas e políticas para os setores de cinema, TV, games e novas mídias.

O principal objetivo da empresa é reconhecer e estimular o potencial econômico e criativo do setor audiovisual da cidade e seu impacto em âmbito cultural e social. Até o momento, a Spcine já investiu em mais de 300 produções desde 2015. Os editais financiam o desenvolvimento de roteiro, produção, distribuição para curtas e longas-metragens, séries, games e muito mais.