Documentário para Cinema e TV

com
Deborah Osborn e Flávia Guerra
> Panorama teórico, produção, formatação e realização do gênero documental em diversos formatos

/data

22 a 25 de junho de 2020

segunda a quinta, das 19h às 21h

/valor

Detalhes Preço Qtd
Desconto à vistaMais Detalhes  R$280,00 (BRL)  
Parcelado - 2xMais Detalhes  R$150,00 (BRL)  

/compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

/conteúdo

O Brasil é um país cinematográfico, rico em histórias a serem contadas e filmadas. Nesta fase desafiadora para cineastas e documentaristas de todo o mundo, é oportuno entender as origens do documentário, seus princípios norteadores, suas definições possíveis e principais correntes e escolas. Contribuir para a formação do olhar, do desenvolvimento de uma postura crítica e ativa diante de um mundo e um mercado desafiadores é o objetivo do curso. 

O curso Documentário para Cinema e TV propõe um panorama conciso e, ao mesmo tempo, abrangente do gênero documental, com base teórica que amplia o entendimento e funciona como apoio para a criação de projetos. 

As aulas que abordam a produção aprofundam as questões de mercado, formatação e realização de documentários para cinema e TV, em diversos formatos. 

As aulas online trarão amplo material visual e interação com as professoras, além de contarem com debates e indicações de material de pesquisa (filmes, livros, artigos, entre outros). 

 

 

Cronograma

Aula 1  

Da definição à prática
Conceitos e abordagem do Cinema do Real  

O que é Documentário?  – A definição do que é o cinema documental e os diversos debates em torno do termo. 

 

 História do documentário:
Dos pioneiros aos contemporâneos – Perspectiva histórica e discussão sobre as principais escolas, tendências, realizadores e obras do cinema documental 

Os pioneiros: Dos irmãos Lumière a Nanook, O Esquimó(1922), de Robert Flaherty, considerado de fato o primeiro documentário da história

 

As diferentes escolas, movimentos e autores do gênero 

 Documentários de Viagem e Cinejornal 

  Os russos e o Kino Pravda de Dziga Vertov

 A Escola Inglesa e seu compromisso com sua função social e informativa 

 Diferenças e semelhanças entre Cinema Direto(americano) X Cinema Verité(Cinema Verdade francês).

 Novos e diferentes gêneros contemporâneos: O caso do mockumentary (documentário falso)

 O rigor histórico ou jornalístico e sua importância.

É possível abrir mão do rigor histórico e/ou jornalístico sem  perder a realidade de vista e até mesmo retratá-la de forma mais eficiente do que reportagens?

 

 

Aula 2 

 Abordagens, Modos e Vozes do documentário:
As definições de Bill Nichols, exemplos e análises 

 Expositivo, observacional, interativo ou reflexivo: as variadas formas de se retratar a realidade e, a partir disso, produzir cinema e/ou um produto audiovisual.

 Voz e Modos de representação documental:
Modos Expositivo, Observativo, Reflexivo, Performático, Poético

 Técnicas, estilos e recursos:
Definição e uso destes conceitos e abordagens para a formatação e realização de um projeto documental 

 

 

Aula 3 

 Produção
 A união dos conceitos teóricos à prática: Como se formata um projeto de documentário.

 Apresentação de case e análise do documentário musical “O Barato de Iacanga”, sobre o legendário festival de música de ‘Águas Claras’, que foi selecionado para festivais como É Tudo Verdade, Womex, Bafici e In-Edit (prêmio de melhor filme pelo júri), e agora está disponível na Netflix no Brasil e em outras plataformas de streaming em território internacional.

 

 

Aula 4 

Detalhamento de formatação, realização e produção.

O mercado: modelos de produção, adequação de formato e fontes de financiamento

 Apresentação de case e análise das séries documentais para TV: “Minha Vida é um Circo” (8×60’), gravada em 8 países, para a HBO Latin America; e “Palavras Permanecem” (6×30’), para o canal Curta!.

 

 

Aluno

Público-alvo:Iniciantes no trabalho com a linguagem documental, estudantes de jornalismo, cinema e interessados no tema de forma geral

Carga horária total: 8 horas – 4 encontros

*Este curso é oferecido na modalidade ONLINE, portanto é necessário ter acesso à internet. As aulas irão acontecer ao vivo no aplicativo ZOOM. Indicamos que o participante tenha um computador ou celular com câmera e microfone.

 

sobre o professor

Professor

  • Deborah Osborn
    Deborah Osborn, nascida em São Paulo e com formação em Comunicação Social na ESPM, começou sua carreira trabalhando no Departamento de Cinema do MIS-SP. Após uma extensão em Cinema na NYU – New York Universitiy, fez mestrado também em Cinema pela Goldsmith College – University of London como bolsista Chevening do British Council. Sócia-fundadora da bigBonsai, Deborah é responsável pela Produção Criativa dos projetos de entretenimento da produtora, com destaque para o projeto multiplataforma (documentário + webserie) Dominguinhos, selecionado para importantes festivais como IDFA, Dok Leipzig, Doc Lisboa, SXSW e Moscow IFF. Entre suas produções mais recentes estão as séries documentais My Life is Circus (8x60’), para a HBO Latin America, e Palavras Permanecem (6x30’), para o canal Curta!. Em fase de produção para o mesmo canal, encontra-se o documentário musical Águas Claras – O Barato de Iacanga.  Um dos principais focos de seu trabalho na bigBonsai são as coproduções internacionais. Em breve, rodará o longa de ficção O Livro dos Prazeres, com a Rizoma Films da Argentina. Também desenvolve outros 3 projetos de ficção em coprodução internacional: La Barbarie com a produtora argentina Le Tiro, El Gol Más Triste com a produtora chilena Manufactura de Películas e El outro Logo com a produtora também chilena Treból Films. Atua como júri e/ou palestrante em diversos festivais, como SXSW, Festival de Gramado, Mostra Olhar de Cinema (Curitiba), Rio Market (Festival do Rio), Cine PE de Recife e Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo. Deborah foi curadora e produtora da mostra de cinema e workshop Kevin Macdonald – Um Olhar Plural, em parceira com o Festival Cultura Inglesa, que aconteceu em junho de 2017 no MIS-SP. No mesmo ano, foi a única representante brasileira selecionada para participar do EAVE Producers’ Workshop, um dos principais encontros da rede europeia de empreendedores do audiovisual. www.bigbonsai.com.br
  • Flavia Guerra
    Flavia Guerra é documentarista e jornalista. É editora do TelaTela (www.telatela.com.br), especializado em cinema e TV e colunista de cinema do canal Arte 1 e comentarista do programa Café com Jornal da Rede Bandeirantes. Em documentários e cinema, já roteirizou, narrou, produziu, dirigiu diversos projetos. Foi coprodutora e assistente de direção de curtas como O Caminhão do Meu Pai (pré- finalista ao Oscar 2015, dirigido por Maurício Osaki), dirigiu Karl Max Way (premiado no Festival É Tudo Verdade 2010), integrou a equipe de Marcha da Vida (dirigido pela nomeada ao Oscar Jessica Sanders, sobre sobreviventes do Holocausto, filmado nos Campos de Concentração da Polônia e em Israel); e roteirizou e narrou a série documental Brasil Visto do Céu (ainda inédito no Brasil, coprodução da Gullane Filmes e da francesa Arte); é assistente de direção da série documental Poemaria, em fase de filmagens, entre vários outros. Como jornalista, atuou como repórter de Cultura de O Estado de S. Paulo por 15 anos. Já cobriu os principais eventos de cinema do mundo, tais como Cannes, Berlim, Veneza, e entrevistou personalidades como Al Pacino, Martin Scorsese, Francis Ford Coppola, Brad Pitt e Fernando Meirelles, entre outros.