\blog

A ideia do grupo p.art.ilha é buscar sinergia com colecionadores, além de sensibilizar novos públicos para a arte, através de ações que levantam fundos para instituições sociais afetadas pelo COVID-19

Artistas, galerias e agentes culturais de várias cidades do país se uniram para criar novas estratégias de fortalecimento do mercado de arte como um todo, ou seja, focando principalmente nos programas mais inovadores, experimentais e fora da curva – que são os mais afetados pela crise do Covid-19. A ideia do grupo, denominado p.art.ilha é buscar sinergia com colecionadores privados e institucionais, além de sensibilizar novos públicos para a arte, através de ações coordenadas.

A iniciativa cria também uma forma de rede de apoio à comunidades mais fragilizadas pelo momento, doando uma parte do valor arrecadado para 5 Instituições afetadas pela pandemia: Casa Chama (SP), Lá da Favelinha (BH), Lanchonete (RJ), Por Nossa Conta (SP) e Salvando Vidas (SP).

A primeira destas ações acontece durante o mês de maio, com a p.art.ilha: ação#1, através de uma criteriosa seleção de obras à venda com condições muito especiais: a cada aquisição durante o mês de maio, o colecionador ganhará um crédito de igual valor para novas aquisições de outros artistas da mesma galeria.

A ação está sendo divulgada nas redes das galeria envolvidas, e também nas redes da p.art.ilha. A Galeria b_arco participa com um catálogo de obras diversas de seus artistas representados, nomes como Adriana Rocha, Alberto Bitar, Charles Lessa, Claudio Matsuno, Denise Adams, Fernando Burjato, Marcio Marianno, Maura Grimaldi, Raquel Nava, Ulysses Bôscolo e outros, que pode ser acessado no site www.galeriabarco.art.br