\blog

Em março, receberemos a jornalista, pesquisadora e escritora Rosane Borges para promover reflexões sobre a imagem das mulheres negras criada pela mídia.

Assunto prolífico nos dias atuais, as questões de gênero têm se multiplicado em diversas possibilidades discursivas. Exaustivamente abordada pela mídia, seja no jornalismo ou na publicidade, a representação das mulheres parece estar mudando. Mas quais são as políticas de representação e imagens construídas por detrás desta proliferação? E especificamente sobre as mulheres negras, quais são os imaginários ainda hoje tecidos?

Estas são algumas das perguntas que a pesquisadora e professora colaboradora da ECA – USP, Rosane Borges, se dedica a refletir e comunicar no cenário atual do Brasil. Uma das mais relevantes vozes sobre este cenário, Rosane levantou em sua carreira acadêmica de mais de dez anos, importantes indagações para a área da Comunicação, na qual vincula-se ao campo das pesquisas sobre raça, gênero e problemas brasileiros.

rosane-borges-livro-esbocos

Seu mais recente livro “Esboços de um tempo presente“, publicado em 2016 pela Editora Malê, reúne textos publicados em diversos veículos que a jornalista contribui, como Carta Capital, Blog da Boitempo e Outras Palavras. Neste, faz uma radiografia das relações sociais do Brasil atual, dividindo a obra em três capítulos – Cultura e política, Polifonias midiáticas e Questões de gênero, racismos e afins – Rosane analisa temas como o ódio nas redes sociais, a cultura negra, a política global e seus impactos em nosso país, assim como comenta alguns programas de televisão, filmes e fatos que foram amplamente midiatizados.

No curso que oferecerá no Centro Cultural b_arco, a pesquisadora propõe “um percurso com vários desdobramentos, que nos aponta as discussões que envolvem política e imaginário, a partir da centralidade da mídia, da trajetória da visibilidade versus poder, das identidades e identificações”. Tratando, em quatro encontros, de temas como regimes de visualidades, imagem das mulheres negras nas artes visuais e na mídia, discutindo como – ainda que haja uma visão de um novo regime de visibilidade de mulheres – ainda operam o racismo e discriminação.  

Confira mais informações sobre este novo curso no b_arco no link: https://barco.art.br/eventos/representacao-imaginario-e-imagens-de-mulheres-negras/