Max Alvim iniciou sua carreira como cinegrafista há mais de 30 anos, tendo atuado nessa função em variados programas de TV especializados em música, tais como “Primeiro Movimento”, “Metrópolis”, transmissões do “Festival de Inverno de Campos de Jordão”, entre outros. Em 1992 faz sua primeira direção de um programa musical: o “Especial de Fim de Ano da TV Bandeirantes”, com Rolando Boldrin. De lá pra cá, dirigiu mais de 600 shows musicais e cerca de 300 documentários sobre músicos e bandas nacionais. É há 13 anos diretor geral dos programas “Instrumental Sesc Brasil” e “Passagem de Som”, ambos exibidos pelo SESC TV e YouTube. Dirigiu audiovisuais com grandes nomes da música nacional como Airto Moreira, Altamiro Carrilho, André Mehmari, Arismar do Espírito Santo, Arthur Verocai, Benjamim Taubkin, Bocato, Carlos Lyra, Cristovão Bastos, Dori Caymmi, Duofel, Edgard Scandurra, Ed Motta, Eumir Deodato, Francis Hime, Guilherme Arantes, Guinga, Hermeto Pascoal, Ivan Lins, Jaques Morelenbaum, João Donato, Kiko Loureiro, Lan Lan, Lúcio Maia, Marcos Valle, Max de Castro, Nenê, Nelson Ayres, Nivaldo Ornelas, Oswaldinho do Acordeon, Pepeu Gomes, Raul de Souza, Renato Borghetti, Roberto Menescal, Robertinho de Recife, Robertinho Silva, Romero Lubambo, Sebastião Tapajós, Simone Sou, Swami Jr., Tom Zé, Toninho Ferragutti, Toninho Horta, Wagner Tiso, Wilson das Neves, Yamandu Costa, entre outros. E grandes bandas como: Azymuth, Cama de Gato, Funk Como Le Gusta, Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz, Banda Mantiqueira, Bixiga 70, Som Imaginário, Trio Corrente, Uakti, Zimbo Trio, entre outros.

Eventos nos quais esta pessoa está envolvida:

assine a newsletter do b_arco